teste área lateral
Tags

Na Polônia, Siviero interpreta Chopin em Varsóvia e Białystok

IMG_2345

12 mar Na Polônia, Siviero interpreta Chopin em Varsóvia e Białystok

É sempre uma grande responsabilidade interpretar um compositor em sua terra natal. Para um pianista, o é ainda maior quando falamos de Chopin: toda a obra deste gênio foi escrita para piano, ou tem no piano seu instrumento principal. Uma paragem obrigatória na vida de qualquer pianista. Um verdadeiro desafio.

Em Varsóvia, a interpretação que Alvaro Siviero assumiu jogou enorme luz ao romantismo de Chopin com forte viés combativo, destemido e repleto de otimismo, afastando-o da interpretação tradicional que tende a moldar o compositor com maior nostalgia, melancolia e pessimismo. A leitura dada por Siviero não passou despercebida tanto à crítica como ao grande público presente, em especial, à bisneta de Ludwika Jędrzejewicz. Ludwika, para os que não o saibam, era a irmã mais velha de Chopin.

Białystok, chamada de pulmões verdes da Polônia por sua localização em área ecologicamente limpa, é a maior cidade polonesa localizada na região nordeste do país, em  fronteira com a Bielorussia. O forte vento gelado e as baixas temperaturas não impediram que a sala de concertos estivesse repleta de pessoas que, acaloradamente, acolhiam a performance do pianista. “Confesso que desconhecia a forte veia sentimental do povo polonês ao verificar que suas emoções os levam às lágrimas”, afirmou Siviero. No dia seguinte ao recital, Siviero foi o artista convidado pela instituição promotora a realizar um seminário sobre Música e Beleza.

Antes de retornar ao Brasil, Alvaro Siviero esteve em Zelazowa-Wola, na casa natal onde nasceu o compositor Frèdèric Chopin.

Esta é a terceira vez que o pianista Alvaro Siviero apresenta-se na Polônia, já tendo se apresentado anteriormente em Varsóvia, Szczecin e Gdansk, onde interpretou o Concerto n.l para piano e orquestra, de Chopin, com a Polska Filharmonia Bałtycka im. Fryderyka Chopina w Gdańsku.