teste área lateral
Tags

Siviero como solista da Polska Filharmonia Bałtycka im. F. Chopina w Gdańsku

03 fev Siviero como solista da Polska Filharmonia Bałtycka im. F. Chopina w Gdańsku

A elegante sala de concerto da Polska Filharmonia Bałtycka im. F. Chopina w Gdańsku, na cidade portuária de Gdansk, na Polônia, foi o cenário para um concerto de gala que contou com a participação do pianista Alvaro Siviero somo solista do Concerto n.1 para piano e orquestra em mi menor, Op.11 de Chopin. Uma enorme quantidade de público massivamente  ocupou as cadeiras da Filarmonia. A obra foi primeiramente apresentada no dia 11 de outubro de 1830, em Varsóvia, com o compositor como solista durante um dos concertos de “despedida” de Chopin antes de deixar a Polônia. Foi o primeiro de seus dois concertos para piano a ser publicado, e foi por isso lhe foi dado o título de Concerto para piano n.1 do tempo de sua publicação, mesmo ele tendo sido escrito imediatamente após o que mais tarde seria publicado como Concerto n.2 para piano e orquestra em fá menor, Op.21.

Não era a primeira vez que Siviero se apresentava na Polônia. Em realidade, o convite a ser o solista da cerimônia de gala com a Polska Filharmonia Bałtycka surgiu fruto do estrondoso sucesso de seu recital realizado, meses antes, em Varsóvia. Durante sua estada em Gdansk, pode conhecer a cidade história, sua famosa catedral, o castelo de Gniew, entre muitos outros monumentos artísticos locais. No entanto, os necessários ensaios para atingir o detalhamento de execução buscada por Siviero, repleta de um intimismo e arrebatamento técnico que lhe renderam declarados elogios por parte do grande público presente, impuseram-lhe a disciplina de horas diárias de ensaio. Confira, acima, parte do ensaio do segundo movimento da obra  – conhecido como Larghetto – realizado no dia anterior da apresentação oficial.